Sobre nós

        A Haikai Photo é uma oficina de criação de fotos sediada em Lisboa. Fotografamos eventos, pessoas, espaços, edifícios, paisagens e tudo o que puder ser capturado em um clique. Acreditamos que a fotografia é uma forma de revelar aquilo que não se pode ver a olho nu e buscamos criar imagens que possam enriquecer de algum modo a experiência do observador, através de seus conteúdos, formas, cores, texturas, luzes, sombras e composições.

THEO SOLNIK

Theo Solnik

        Theo Solnik nasceu em plena avenida Paulista, em São Paulo, e começou a fotografar aos 15 anos de idade com uma Zenit russa, que, após algum tempo e contrariando todas as expectativas, passou a produzir imagens razoáveis. Depois de muitas noites passadas em branco na câmara escura, ainda adolescente começou a trabalhar como fotojornalista para importantes publicações da imprensa brasileira dos anos 90, como Istoé e Manchete.

        Com 17 anos, julgou ser razoável a ideia de mudar-se para Trondheim, na Noruega, onde, durante os seus estudos na escola Waldorf da mesma da cidade, preparou exposições individuais de seus trabalhos fotográficos na Bilblioteca Municipal de Trondheim, Centro Cultural Isak e no lendário café 3B.

        Alguns anos depois, após ter concluído seus estudos de Filosofia e Sociologia na Universidade de Oslo, mudou-se para Berlim, onde estudou Cinema na Academia Alemã de Cinema e Televisão (dffb). Seu primeiro longa-metragem “Anna Pavlova vive em Berlim” recebeu seis prêmios, incluindo o de melhor fotografia no Festival Achtung Berlin e o Prêmio para o Cinema de Arte Jovem, o que fez com que seu filme fosse exibido diariamente e durante três meses no museu Hamburger Bahnhof.

        Em 2014, fundou, junto com Flora Lahuerta, a produtora de cinema Haikai Films. Desde 2015, vive, filma e fotografa entre Portugal e Alemanha. É membro activo das renomadas associações internacionais Wedding Photojournalist Association e Fearless Photographers.

 

FLORA LAHUERTA

flora_pb

        Apaixonada por fotografia desde criança, por influência de sua mãe, fotógrafa amadora e dona de uma Minolta XD-11, Flora Lahuerta estudou Geografia, registrou e interpretou inúmeras paisagens, decifrou mapas antigos, organizou exposições, publicou artigos, flertou com o jornalismo e acabou indo parar no cinema, para estar mais próxima do mundo de produção de imagens. Trabalhou com diretores premiados do cinema brasileiro, fazendo pesquisa de imagens, locações e personagens e produzindo  filmes que foram exibidos em festivais como Berlinale, Clérmont-Ferrand, Rotterdam Film Festival, Indie Lisboa e Festival do Rio.

        Entre um projeto e outro, fosse em cinema, vídeo ou TV, ainda conseguia energia para ser DJ, tendo produzido algumas festas marcantes da cena paulistana dos anos 2010, como a Macumbia, que segue acontecendo. Actualmente, quando no Brasil, dirige e produz documentários através da sua produtora, a Filmes da Horta.

        Na Europa, toca junto com Theo Solnik a Haikai Films, fundada em Berlim e agora, contrariando todos os fluxos migratórios, sediada em Portugal. Na já nascida portuguesa Haikai Photo, faz direção de arte, produção criativa e assistência fotográfica.